BARBARIS BTT TEAM
   
  BARBARIS BTT TEAM
  AJUDA PARA PASSEIO BTT
 

Aqui acrescentaremos, várias dicas para segurança e manutenção  Concelhos para que participa nos passeios de BTT 

1. Os Guias são elementos que devem ser respeitados, pois são eles os melhores conhecedores do percurso, e só eles saberão implementar a velocidade de andamento mais adequada ao longo de todo o passeio.

 

2. O Betetista não deverá perder de vista o seu companheiro de trás, devendo-se preocupar em seguir o da frente.

 

3. Haverá vários pontos de reagrupamento que ajudarão a manter a coesão do grupo. ...Trata-se de um Passeio, não de uma Corrida!

 

4. Dever-se-ão cumprimentar todos os locatários por que passarmos. Lembremo-nos de que nem sempre estamos em locais públicos.

 

5. Deveremos ser educados, cordiais, organizados, respeitar

o meio ambiente e a Natureza, não deitando lixo para o chão, nem deixando rasto da nossa passagem, como derrapagens, etc.

 

6. Leve sempre a sua bicicleta afinada (principalmente as mudanças e os travões), a corrente lubrificada, um cantil ou mochila tipo CamelBak com água, barras energéticas, uma ou duas câmaras de ar suplentes, um jogo de chaves para desmontar os pneus e uma pequena bomba de ar.

 

7. O BTT é um Desporto de Natureza. A sua prática tem um risco acrescido. Lembre-se da sua perigosidade, e utilize o seu BOM SENSO! Levar-se-ão algumas "ferramentas" básicas para minimizar algumas "avarias" quer mecânicas, quer corporais.

 

.

 

 

 

Equipamento básico em qualquer voltita de bicicleta

 

-O CAPACETE

O capacete poder-lhe-á parecer incomodativo, principalmente no Verão. ...Mas lembre-se, ele poderá SALVAR-LHE A VIDA!! Aliás, ele é O SEU SALVA-VIDAS! Quem já viu quedas aparatosas de BTT em que o capacete ficou seriamente danificado e deformado, sabe bem a importância dele. É importante assinalar que quando um capacete sofre um impacto forte, deve ser substituído, pois da próxima vez pode não aguentar o impacto e não proporcionar uma protecção adequada. Ajuste o capacete de forma conveniente, colocando-o numa posição horizontal em relação à cabeça, de maneira que a frente do capacete se situe logo acima do sobrolho. Certifique-se de que as passadeiras estejam mesmo bor debaixo do lóbulo das orelhas, e convenientemente ajustadas na nuca.

 

-AS LUVAS E OS ÓCULOS

As luvas, por sua vez, ajudam a evitar o aparecimento de calosidades, e protegem as mãos em caso de queda. As luvas de dedos compridos são preferíveis às de dedos curtos, apesar de se tornarem mais quentes. Os óculos de sol protegem os olhos não só do sol, mas também dos insectos, poeiras e outros objectos voadores que prejudicam a nossa visibilidade. Utilize lentes transparentes em situações de fraca luminosidade, amarelas para os dias encobertos e de mau tempo, escuras para os dias de sol, e as espelhadas para os dias de intensa luminosidade.

 

Material a ter em conta na sua mochila, nos passeios, competição e treino

 

-FUROS

Não conte só com o kit de remendos. Leve também câmaras de ar suplentes. Por vezes as câmaras de ar ficam tão danificadas que não podem ser remendadas. Verifique, periodicamente, se a cola do kit de remendos não está seca. Não se esqueça também do desmonta-pneus, geralmente constituído por 3 peças. ...Mas saiba utilizá-los! Nada disto lhe serve se não levar uma pequena bomba de encher. Existe ainda no mercado um produto líquido e meio viscoso que se introduz dentro das câmaras de ar, ou dentro dos pneus tubless. Esse líquido é um auto-vedante, ...não é um anti-furos! Os pneus e câmaras de ar furam porque há espinhos e objectos perfuradores no caminho. Este produto veda automaticamente esse pequeno orifício, permitindo-nos continuar a nossa viagem. Dos vários produtos existentes no mercado o auto-vedante mais eficaz é o MAGIK SEAL ou as câmaras de ar anti-furo da Slime, muito boas e acessiveis

 

-KIT DE FERRAMENTAS

É um pequeno utensílio com várias peças para usar nas mais variadas situações: chave de fendas, chave de estrela, chave de bocas, descrava correntes, chaves sextavadas interiores, chave de aperto de raios, etc. Leve também consigo alguns pinos de corrente (Shimano) ou elos de ligação (Sram). A corrente pode partir-se e, juntamente com o descrava correntes, pode salvá-lo de uma situação embaraçosa.

 

-ESTOJO DE PRIMEIROS-SOCORROS

Não tem de ser muito completo. Alguns pensos, gaze, aspirinas, betadine ou toalhetes desinfectantes e uma pinça podem ser de uma grande ajuda. Uma pomada contra as dores musculares ou entorses e inflamações também é aconselhável

 

-UTILIDADES

Nunca se sabe o que pode acontecer! É uma boa ideia andar com uma fotocópia do seu B.I. e do cartão da Segurança Social, juntamente com algum dinheiro. Também deve escrever o seu grupo sanguíneo e

 

qualquer alergia ou particularidade clínica que tenha. Se possível leve também um telemóvel, é sempre bom ter um á mão, em caso de ferimento grave.

 

Concelhos para que participa nos passeios de BTT

 

1. Os Guias são elementos que devem ser respeitados, pois são eles os melhores conhecedores do percurso, e só eles saberão implementar a velocidade de andamento mais adequada ao longo de todo o passeio.

 

2. O Betetista não deverá perder de vista o seu companheiro de trás, devendo-se preocupar em seguir o da frente.

 

3. Haverá vários pontos de reagrupamento que ajudarão a manter a coesão do grupo. ...Trata-se de um Passeio, não de uma Corrida!

 

4. Dever-se-ão cumprimentar todos os locatários por que passarmos. Lembremo-nos de que nem sempre estamos em locais públicos.

 

5. Deveremos ser educados, cordiais, organizados, respeitar

o meio ambiente e a Natureza, não deitando lixo para o chão, nem deixando rasto da nossa passagem, como derrapagens, etc.

 

6. Leve sempre a sua bicicleta afinada (principalmente as mudanças e os travões), a corrente lubrificada, um cantil ou mochila tipo CamelBak com água, barras energéticas, uma ou duas câmaras de ar suplentes, um jogo de chaves para desmontar os pneus e uma pequena bomba de ar.

Sinalização de um percurso, normas da FPC.      
 
2.1.4        Sinalização do percurso

 

    O percurso deverá ser sinalizado de forma explícita utilizando o sistema de marcação seguinte:

2.1.4.1    As setas de direcção serão impressas numa cor que contraste bem com outra (preto, azul ou vermelho) e em fundo branco.

2.1.4.2    As dimensões mínimas das setas de direcção deverão ter 20cm de altura e 40cm de comprimento.

 

2.1.4.3    As setas de direcção deverão indicar o itinerário bem como as mudanças de direcção, nos entroncamentos e nas situações de zonas de perigo.

2.1.4.4    As setas de direcção deverão ser colocadas com intervalos regulares ao longo do percurso por forma a indicar a direcção correcta aos corredores.

2.1.4.5    As setas deverão ser colocadas do lado direito no percurso excepto em curvas à direita em que as setas serão colocadas antes da curva e dentro desta à esquerda. A altura máxima para a sua colocação é de 1,5m.

2.1.4.6    Uma seta deverá ser colocada entre 10 a 20 metros antes de um cruzamento.

2.1.4.7    A segunda seta deverá ser colocada no próprio cruzamento.

2.1.4.8    A terceira seta deverá ser colocada a 10 metros depois desse cruzamento no sentido de indicar o caminho correcto.

2.1.4.9    O sinal "X", que indica uma direcção errada, deverá estar bem visível.

2.1.4.10    Numa situação de potencial perigo, uma ou mais setas viradas para baixo deverão ser colocadas entre 10 a 20 metros antes do obstáculo ou da zona de perigo, bem como no próprio local do obstáculo ou situação.

2.1.4.11    Todo o perigo de carácter mais elevado será sinalizado por duas setas viradas para baixo.

2.1.4.12    As situações de maior perigo em cuja prudência é recomendada serão utilizadas por uma placa de 3 setas viradas para baixo.

2.1.4.13    Utilizar-se-ão as seguintes réplicas:

 

 

Artigo retirado do "Regulamento Geral e Técnico de Corridas da UVP/FPC"

 

 

EXEMPLO DE UMA SINALIZAÇÃO EM UM CRUZAMENTO:





7. O BTT é um Desporto de Natureza. A sua prática tem um risco acrescido. Lembre-se da sua perigosidade, e utilize o seu BOM SENSO! Levar-se-ão algumas "ferramentas" básicas para minimizar algumas "avarias" quer mecânicas, quer corporais.
 


 
  5 visitors “Those who wish to control their own lives and move beyond existence as mere clients and consumers – those people ride a bike.”  
 
=> Do you also want a homepage for free? Then click here! <=